You are currently viewing Aeroporto de Itabuna está na mira dos esforços de Roma

Aeroporto de Itabuna está na mira dos esforços de Roma

Para pré-candidato, a região precisa do equipamento para se desenvolver. João Roma ainda lembrou que o governo petista vem mantendo o ICMS elevado, dificultando a vida dos empresários e a geração de emprego

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, reconheceu a viabilidade técnica e afirmou estar trabalhando junto ao Ministério de Infraestrutura pelo aeroporto de Itabuna. “Vamos destravar esse limitador do desenvolvimento de Itabuna e região”, disse em entrevista ao programa Frequência Política, transmitidos pelas rádios Interativa e Difusora, de Itabuna, na manhã deste sábado.

Para a retomada do desenvolvimento social e econômico da Bahia, Roma assinalou que a redução da carga tributária, a simplificação burocrática e a segurança jurídica formam o tripé das condições necessárias à atração de investimentos e geração de emprego e renda. “Com esse tripé em sintonia com o governo federal, vamos estimular o setor produtivo e dinamizar a economia para trazer prosperidade aos baianos e baianas”.

LEIA TAMBÉM:

João Roma-PL reafirma sua candidatura após aproximação do União Brasil e Bolsonaro

Procurador Geral da República recomenda nova eleição para a Mesa diretora da CMS. PGR também refuta a releição

O pré-candidato bolsonarista observou que seus adversários falam em geração de emprego, mas, no poder, têm a mão pesada nos impostos, desestimulando as iniciativas privadas. “O governo do PT não aliviou no ICMS e o ex-prefeito ACM Neto não foi diferente com o IPTU. Enquanto isso, o presidente Bolsonaro tem reduzido frequentemente a carga tributária federal”.

Pista do Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho, em Itabuna-Ba

Para João Roma, a arrojada política de desoneração de Bolsonaro em prol da população, zerando impostos sobre alimentos e combustíveis, chegou ao absurdo de sofrer a intervenção do Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a redução do IPI, que barateia geladeiras, fogões e outros produtos industrializados.

“A burocracia atrapalha até a outorga de água na zona rural, prejudicando a produção agrícola. Se eleito, vamos corrigir isso”, disse o ex-ministro da Cidadania, lembrando do problema da insegurança jurídica que afeta também o campo, causando invasões em áreas produtivas.

Na cidade grapiúna, João Roma ainda participou do lançamento da pré-candidatura a deputado federal de Thiago Martins. Acompanhado por Martins, ele também esteve em Ilhéus.

No final da tarde deste sábado, Roma participa do evento “Cristãos Unidos em Defesa da Liberdade”, em Feira de Santana. No domingo, pela manhã, vai a Santa Terezinha, onde acompanha um campeonato de bicicross. À tarde, volta a Feira para o Segundo Fórum Baiano de Agronegócio.